quinta-feira, 11 de junho de 2015

Mentes Sombrias - Alexandra Bracken (e-book)


Olá meus leitores favoritos do mundo inteiro :)
Hoje trago-vos, mais uma vez, uma resenha de um livro que foi leitura conjunta do grupo Between Lines no goodreads. Aproveito é claro, para vos convidar a juntarem-se a nós por lá, e com certeza serão muito bem recebidos. O livro escolhido para as duas primeiras semanas de Maio, foi uma distopia, Mentes Sombrias, que eu admito, nunca tinha ouvido falar antes. Como é óbvio, nenhum dos integrantes do grupo é obrigado a participar em todas as leituras conjuntas, e por isso, antes de me juntar fui procurar resenhas. Fiquei interessada, e graças às resenhas que li até fui bastante entusiasmada...

O livro é narrado em primeira pessoa pela Ruby, uma menina muito especial. Ela vive num futuro, onde um vírus se espalha e contamina apenas as crianças. Após elas completarem 10 anos, elas têm duas reações: morrem de uma maneira súbita e inexplicável, ou, desenvolvem habilidades psíquicas. Como em tudo que é distopia, o Governo quer acabar com isto, pois sente-se ameaçado por estas crianças, e assim cria uma espécie de "campos para concentração" ou diz que a ideia é que estas mesmas crianças sejam reprogramadas e de novo entregue às suas famílias.

Quando a epidemia eclode, Ruby tinha apenas 9 anos e sente-se muito confusa com tudo, pois os mais velhos tendem a esconder tudo o que se passa até ao último minuto. O que acontece na infância da protagonista, é-nos revelado aos poucos. Assim sendo, sabemos que o "campo" para onde ela foi levada é Thurmond, e que ela fez algo com os pais pelo qual se sente muito culpada, e por isso sente-se um monstro, e que se passaram 6 anos desde que ela foi levada.

As crianças são separadas por cores (verde, azul, amarelo, laranja e vermelho) de acordo com as suas habilidades. Assim quando ingressam nos "campos de reabilitação" elas têm de passar um teste e têm de ser classificadas. Ruby consegue passar por verde e vive calmamente, ou pelo menos, o mais calmamente que se possa viver num sítio daqueles, até um dia! Dão-lhe a notícia de que ela está prestes a ser descoberta e terá de fugir.

Como sempre, não me quero alongar muito sobre o assunto, por isso vou passar a falar dos personagens, que me cativaram imenso. A Ruby é a mais irritante, na minha opinião, embora ela no final tome uma atitude que me fez vê-la com outros olhos, e por isso acho que no próximo livro ela esteja mais desenvolvida e amadurecida. Tenho é claro de falar do Liam, um fofo, carinhoso e leal rapaz, que é um líder nato mas sem fazer por isso, que se preocupa mais com a segurança dos outros do que com a sua, e que será um enorme apoio para a Ruby. parte do grupo faz também o Bolota, o nerd, sempre preocupado e stressado com tudo o que pode acontecer, mas lá no fundo é um coração de manteiga. Por último, temos a linda da Zu, a mais nova, que não fala, mas transmite tanto ou mais do que os restantes personagens e é uma das minhas favoritas.

Inicialmente estava a gostar do livro, depois comecei a achar cansativo e estive quase quase para desistir, mas valeu a pena ter continuado só para ler aquele final. Para mim algo muito importante nos livros é a forma como acaba. O livro pode ser muito bom, mas se não tiver um fim intrigante, surpreendente ou que de alguma forma me agrade, então não terei interesse para ler a continuação, e a nota final que dou à leitura será menor. Neste caso, o final foi das melhores partes e foi muito diferente do que esperava. Pretendo pelo menos tentar ler o segundo, para ver o que acontecerá porque aquele finalzinho dá uma dor no coração (mas não me posso alongar).

É por isso que é ótimo fazer parte de um grupo que basicamente escolhe as nossas leituras, e assim deparamo-nos com livros que de outra forma nunca leríamos. Alguém que tenha uma opinião diferente de Mentes Sombrias? Contem-me tudo :) 

2 comentários:

  1. Eu gosto muito de distopia, mas depois de concluir "Divergente" ando com um pé atrás, sua resenha ao mesmo tempo que me deixou com vontade de conhecer melhor essa história, me deixou com receio, parece ser uma leitura que eu possivelmente abandonaria. E agora? Fiquei confusa! hahaha
    Vou pesquisar mais sobre o livro.

    Beijos
    Dani Cruz
    http://blog-emcomum.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom, mas não é algo que aconselhe a toda a gente hehehehe
      Pesquise e se aventure. Logo vê se gosta ou não <3
      Um beijo

      Eliminar