sábado, 13 de maio de 2017

Tag - Frases da Mãe

Maio é o mês das mães e por isso decidi responder a uma tag especialmente para esta data, criada pela Taty Salazar do Coleções Literárias e pelo Marcio Silva do Um Baixinho nos Livros. E quero agradecer à fofa da Paola do Além da Minha Estante, que me passou a tag para eu responder, faz agora um ano (desculpa, tá? <3). Fiz questão de mudar algumas frases, para que ficassem mais parecidas com aquelas que as nossas mães dizem cá em Portugal, mas a ideia é a mesma. 

Eu vou contar até 3... 
Um livro que não vias a hora de acabar.
A Marca das Runas (resenha) é um livro só por si gigante, mas que eu andei a arrastar durante um mês. Acho que foi o livro que eu mais demorei a ler, e acho que é por isso que eu nutro por ele um ódio de morte. No entanto, de uns tempos para cá, ando a pensar dar outra oportunidade, mas até tenho medo!

Se disseres isso outra vez, dou-te na boca. 
Um livro que não suportas que falem mal.
Não é não suportar, até porque cada um tem os seus gostos, e eu própria sou daquelas que tem tendência a odiar os livros que toda a gente ama (ex: Eleanor & Park - resenha), mas dói-me o coração quando ouço pessoas dizerem que abandonaram Nómada (resenha), ou que nem vão tentar ler por ser da mesma autora que Crepúsculo... Leiam!

Se fugires, vai ser pior! 
Um livro do qual foges, mas sabes que vais acabar por ler.
Não é fugir, até porque eu quero ler, mas eu sei que é um livro que vai marcar-me de uma maneira forte, devido aos temas que aborda e que me dizem muito, por isso eu vou adiando, mas eu quero muito ler, e refiro-me a A Desconstrução de Mara Dyer.

Anda comer se não fica frio.
Um livro que leste mal foi lançado.
Rainha Vermelha (resenha), li mal foi lançado em Portugal porque era um lançamento que eu estava realmente à espera. Aliás, comprei em pré-venda e fiquei maluquinha até ele chegar. Graças a Deus não me desiludi!

Não me interessam os outros!
Um livro que ninguém gosta, mas tu sim.
Acho que aqui podia dar outra vez o exemplo de Nómada... E é mesmo isso que eu vou fazer, porque talvez incentive alguém a ler. Este livro é maravilhoooosooo. Pode ser um bocadinho lento no início, mas é necessário para o desenrolar da história, mas após começar a ação, é impossível largar.

Quantas vezes já te avisei para não fazeres isso?!
Um personagem que te irritou ou só fazia "cagada".
Kelsey, da Saga do Tigre, que é uma das minhas série favoritas, mas esta rapariga é muitooo chata. Toda a gente fala mal da Bella, que ela está sempre "mimimi mimimi", mas a Kelsey... pelo amor de deus. Ela melhora um bocadinho no terceiro livro, e ainda tenho de ler o último para saber mais (não fi lançado cá em Portugal -.-).

Quando digo não, é não!
Um livro que não vais ler, não importa o que digam.
Eu sou uma pessoa muito apologista da frase "Nunca digas nunca", mas posso dizer-vos que neste momento, não tenho qualquer vontade de ler Julia Quinn, que escreve romances de época, e que toda a gente diz que é muito bom, mas eu simplesmente não tenho paciência para histórias desse tipo, pelo menos por enquanto.

Não me mintas!
Um personagem mentiroso, ou que te enganou bem.
Alerta spoiler, mais ao menos, da Rainha Vermelha: um dos príncipes, não vou dizer qual, deixou-me completamente de boca aberta com a sua atitude no final. E claro, o meu querido Snape de Harry Potter que acho que nos conseguiu deixar perplexos e caídos no chão, quando descobrimos a verdade. #always

Se continuares a chorar, vou te dar motivos para chorares a sério.
Um personagem chorão e irritante.
Kelsey, outra vez, porque não estou com vontade de pensar noutro personagem #preguiçamata mas vocês perdoam-me. Amo vocês!

Come só um bocadinho.
Um livro que te fez dizer "Vou ler só mais um bocadinho".
Tantos, mas tantos! Mas desta vez vou optar por Maze Runner (resenha) que acho que não é uma série que eu fale muito aqui, talvez porque a continuação me desapontou, ma só primeiro livro eu achei sensacional e li durante uma madrugada, naquela lenga-lenga de "só mais um capítulo".

Quantas vezes vou ter de repetir?
Um livros que terás ou tiveste que reler para entender.
O Mundo de Sofia, é um livro sobre filosofia, misturado com um pouco de história, e depois o final é confuso. Como eu li a primeira vez quando era novinha, metade dos ensinamentos eu não percebi, e no final então eu fiquei completamente O.o sem entender nada! Para ler este livro é preciso realmente amar filosofia.

Não fazes mais que a tua obrigação!
Um livro que leste porque foste obrigado.
Nunca li nada propriamente por obrigação, porque apesar de amar ler, posso confessar-vos que nunca li nenhuma daquelas obras que nos obrigam na aula de português (Os Mais, Memorial do Convento...) a menos que me interessassem. Mas um daqueles livros que me senti na obrigação de ler, foi Orgulho e Preconceito, por ser um clássico, mas li sem ninguém me mandar, entendem?

Beijinhos

1 comentário:

  1. Vou "roubar-te" esta tag, pode ser? hahahaha Mesmo já estando em Junho, adorei esta tag e preciso mesmo de fazê-la!

    ResponderEliminar