quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Clube de LeYtura da Leya

Olá meus anjos!
Recebi recentemente um email que me deixou maravilhada, por isso, vim partilhar convosco. Numa altura em que se multiplicam as sugestões de Natal, a Leya tem um presente completamente diferente e cheio de significado: o Clube de LeYtura – o clube de subscrição de livros infantis e juvenis  – que a Leya criou para oferecer às crianças e jovens, que assim ficarão muito  bem encaminhados para se tornarem grandes leitores.


O Clube de LeYtura criou para este Natal um cartão-presente através do qual os jovens leitores poderão receber, em casa, livros novos durante 6 ou 12 meses.

Foram desenvolvidas duas versões do cartão – uma de meio ano (54 Euros), correspondendo a 12 livros, e outra de ano inteiro (108 Euros), de 24 livros – permitindo assim que, durante aqueles intervalos de tempo, dois livros cuidadosamente selecionados para a idade dos recetores cheguem mensalmente às suas caixas de correio, numa caixa onde encontrarão, também, outras surpresas. As entregas são gratuitas, sendo que o valor dos novos cartões-presente equivale a um desconto de cerca 40% face ao preço de mercado dos livros.

Onde pode ser comprado e o que recebe quem os comprar?

O novo cartão-presente pode ser comprado exclusivamente na LeYaonline (www.leyaonline.com), livraria online da LeYa. Ao adquirir um cartão-presente Clube de LeYtura, o comprador vai receber um envelope contendo uma carta do clube dirigida a si, um envelope-presente pronto a oferecer e, claro está, o cartão-presente que o recetor final deverá depois ativar em clubedeleytura.com.

Desde a sua criação, o Clube de LeYtura tem disponibilizado aos subscritores obras de grandes autores nacionais e internacionais. Criado em junho deste ano, o clube foi muito bem recebido pelos portugueses, contanto já com mais de um milhar de subscritores de vários pontos do país. A equipa do Clube de LeYtura encara o Natal como uma séria oportunidade para ver crescer a sua base de adesões mas, sobretudo, para cumprir o seu principal desígnio: reforçar os hábitos de leitura e contribuir para criar e aumentar as bibliotecas nas casas dos portugueses. Os novos cartões-presente surgem como uma ideia diferente para oferecer no Natal contribuindo para criar cada vez mais e mais assíduos leitores.  

O que é o Clube de LeYtura?

Desde o primeiro dia de junho de 2019, um simples registo em clubedeleytura.com permite que crianças e jovens portugueses recebam, todos os meses, dois livros, cuidadosamente selecionados por editores, escritores, ilustradores, professores e outros especialistas, que formam o coletivo de curadores do Clube de LeYtura. Esta iniciativa do grupo editorial LeYa, que foi também o primeiro projeto de subscrição de conteúdos culturais a ser lançado em Portugal, pretende criar e reforçar hábitos de leitura, dar a conhecer autores e obras de referência, com particular relevância para autores portugueses, e recriar tempo de qualidade entre pais e filhos. O universo de escolha envolve livros das editoras da LeYa e de outras editoras do mercado. Pensada para cinco faixas etárias, entre os 0 e os 13 anos, esta selecção mensal de livros permite aos mais jovens desenvolver hábitos de leitura regulares e consistentes e, aos adultos, ganharem momentos de leitura com as crianças e os jovens.

Como funciona?

Todos os meses os subscritores recebem, por e-mail, informação sobre os dois livros recomendados, podendo então optar por estes ou, em alternativa, por um vasto catálogo, também cuidadosamente seleccionado. Na primeira semana do mês seguinte recebem, por correio, em sua casa, ou noutro local que indicarem, uma caixa com os seus dois livros para a faixa etária em que se registaram, bem como um conjunto de surpresas, e tudo por um valor de 9,90€ com o custo dos portes incluído. Nas caixas, desenhadas e ilustradas a pensar nos destinatários mais novos, seguirão também brindes especiais adequados a cada faixa etária, para que a sua chegada por correio se torne ainda mais emocionante para as crianças e jovens que os recebem.

O que acharam? Eu achei uma ótima ideia e confesso que estou quase a ceder e a subscrever para a minha irmãzinha (3 anos), a quem quero muito incentivar a leitura. Acho que é um projeto admirável e uma boa prenda para qualquer altura, mas podem sempre aproveitar esta altura especial. Confesso que não posso opinar sobre os tais livros e brindes que vêm na caixa, mas pretendo pesquisar e talvez encontrar alguns unboxings, para depois, aí sim, dar-vos a minha opinião sincera. Alguém que já seja assinante e nos queira dar um feedback? Deixem comentário com a vossa opinião.

Incentivem a leitura ❤
               Facebook Instagram | Twitter | Skoob | Goodreads | Tumblr | 

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Britt-Marie esteve aqui - Fredrick Backman


Título| Britt-Marie esteve aqui
Autor| Fredrick Backman
Editor| Porto Editora
Páginas| 304

Este foi daqueles livros que entrou de mansinho na minha vida, mas fez morada certa no meu coração. Comecei por vê-lo nos stories das outras pessoas, até que decidi pesquisar a sinopse e achei que seria uma boa história para ler naquel momento. Algo mais leve e engraçado do que andava a ler. Quando ele chegou cá a casa pensei "vou ler só o primeiro capítulo, para ver o que acho", mas não consegui parar até terminá-lo.

Britt-Marie é uma mulher séria, à antiga pode-se dizer e com muitas regras que impõe a si própria. Preocupa-se demasiado com o que os outros podem ou não achar e quando descobre que o seu marido a trai, decide dar uma volta à sua vida e arranjar um emprego.

Vamos começar por pôr os pontos nos "is" e concordar que ela é doida hahaha ou pelo menos foi o que pensei várias vezes nos primeiros capítulos. Todas as cenas com a menina do centro de emprego (entendedores entenderão) foram simplesmente hilariantes e todas as "missões de limpeza" davam-me vontade de começar a limpar também hahaha 

É uma história que começa de forma leve, mas que quando percebemos e olhamos bem, está repleto de mensagens. É muito lindo ver como a comunidade se apoia e estão lá uns para os outros. Britt-Marie nunca dependeu dos outros e demorou mas aprendeu que aceitar ajuda não é fraqueza.

Os miúdos acabam por atirar à cara tudo que até nós leitores pensavamos enquanto líamos e é engraçado vê-la a aprender a lidar com as situações. Britt-Marie em Borg aprendeu que o amor próprio é mais importante que qualquer coisa no mundo e que nunca devemos delegar os nossos sonhos para segundo plano.

O final deste livro é arrebatador e confesso que esperava algo cliché que não veio a acontecer (os meus parabéns à autora por isso). Imagino-o perfeitamente como um bom filme que vai arrancar gargalhadas e lágrimas a toda a gente. 

I was here ❤
               Facebook Instagram | Twitter | Skoob | Goodreads | Tumblr | 

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Peripécias do Coração - Julia Quinn


Título| Peripécias do Coração
Série| Os Bridgerton
Autor| Julia Quinn
Editor| ASA
Páginas| 384

E é oficial que estou apaixonada pela família Bridgerton e juntei-me ao grupo que já não consegue esperar mais pela adaptação da netflix. Só peço que seja boa e minimamente fidedigna à história original. 

Mas falando deste livro em particular, vou confessar-vos que tive algumas ressalvas no início. É preciso lembrar que são romances clichés e obviamente já sabemos quem será o casal principal e como tudo se vai desenrolar, por isso, não creio que nada do que eu diga aqui seja spoiler. No entanto, se preferem não saber absolutamente nada desta história, aconselho-vos a ler esta resenha na diagonal.

Aqui vamos ter o romance de Anthony (o Bridgerton mais velho) e Kate Sheffield. Era suposto ele cortejar a Edwina Sheffield, mas já sabemos que ninguém manda no coração e as coisas não correm bem como ele pretendia. Mais uma vez adorei os momentos em família e ri imenso com os irmãos. As personagens femininas são, na sua maioria, fortes, inteligentes e capazes.

O que me fez torcer o nariz é que achei o motivo do casamento muito parecido ao de Daphne e Simon (quem leu ambos acho que sabe ao que me refiro). Também não achei a personalidade do Anthony concordante com o que nos apresentaram ou deram a entender no livro anterior. Mostraram um homem assertivo, direto, estudioso, resmungão e organizado... sendo que aqui parecia muito mais "libertino", sedutor e fanfarrão e não era o que esperava.

Mesmo assim adorei a história e o romance. É inevitável, vou sempre gostar do romance cliché em que os personagens começam por se odiar hahaha acho um 'must' as discussões e ferroadas que dão um ao outro. Acabei também por me render a outra família, as Sheffield, que são mulheres maravilhosas. A Edwina é mais calma e sonhadora que a Kate, mas mostra que também sabe se impôr e falar quando sente necessidade. Já a Mary aqueceu o meu coração ❤ uma madrasta que realmente fez papel de mãe, super amorosa e engraçada.

Já tenho aqui o terceiro livro e vou já começá-lo. Queria só escrever esta resenha primeiro para depois não confundir as histórias. Estou ansiosa por saber como vai ser arrebatado o coração do Benedict (irmão Bridgerton do próximo livro).

Bridgertons ❤
               Facebook Instagram | Twitter | Skoob | Goodreads | Tumblr |