quarta-feira, 7 de agosto de 2019

36 Perguntas que me Fizeram Gostar de Ti - Vicky Grant


Título| 36 Perguntas que me Fizeram Gostar de Ti
Autor| Vicky Grant
Editor| Gailivro
Páginas| 264
Compre| Aqui

Já tinha ouvido falar na faculdade sobre o estudo das "36 perguntas" e foi algo que me interessou logo (embora, até hoje, não tenha pesquisado sobre ele e nem saiba quais foram os resultados e conclusões), por isso, quando vi este livro na FNAC saltou-me logo à vista e decidi que precisava de o ler.

Para quem não sabe da história, aqui conhecemos Paul e Hildy que são emparelhados num estudo para responder a 36 perguntas que podem, ou não, levá-los a formar uma relação (amorosa ou de amizade). Eles não têm absolutamente nada a ver um com o outro! Paul é o típico bad boy, aparentemente idiota e sem futuro, que só escolheu participar pelo dinheiro. Já a Hildy é a menina perfeita, boas notas, roupa vintaje, pais com profissões de sucesso). 

O livro começa muito bem, pois vai logo ao início do estudo. Está escrito em forma de diálogo (algo de que normalmente não gosto), o que traz fluidez à história, e agradava-me que fosse sempre assim... mas não. Pelo meio metem muito da vida privada da Hildy, que na verdade é apenas confuso porque parece que não explicam nada direito, mas que também não interessa nada. Os momentos dela em família não acrescentam absolutamente nada à história (pelo menos no meu ponto de vista) e as cenas com os amigos não têm conteúdo (safa-se tudo aquilo que o Max diz, que é super hiper mega engraçado, mas mesmo assim, nada acrescenta). 

Aprendi a gostar da interação do Paul e da Hildy e eram as partes pelas quais eu ansiava (afinal o livro era sobre isso certo?) e acho que se a autora tivesse focado mais nisso o livro seria melhor. Para mim fazia mais sentido o livro passar-se sempre na sala de estudo, eles respondiam às perguntas e víamos muito da interação deles, aprendíamos sobre eles através das respostas dadas... depois disso eles sairíam do estudo, sendo que o resultado daria "errado", pois eles não eram compatíveis e não mostraram interesse um no outro... mas alguns meses depois a Hildy receberia um pedido de amizade no facebook e um convite para tomar café, o que provava que afinal o estudo tinha dado certo.

No entanto, este era o meu pensamento a meio do livro, mas a verdade é que até gostei do final. A partir de meio as cenas mesmo entre os amigos acabam por ter a ver com o Paul e, por isso, ficam interessantes. Achei um pouco instalove, mas já sabíamos disso, afinal é um romance e é suposto eles apaixonarem-se durante um estudo de 36 perguntas, mas gostei muito. Deu-me vontade de pesquisar mais sobre o estudo e talvez responder a algumas das perguntas entre amigos.

É uma leitura leve que recomendo para um dia na praia ou quando precisam de algo para intercalar com leituras mais pesadas. É um livro curto e bem fácil de ler, devido à forma como está escrito. Não é um livro que eu ache que vá reler, mas foi uma leitura que me deixou o coração quentinho no final.

               Facebook Instagram | Twitter | Skoob | Goodreads | Tumblr | 

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

A Guardiã da Princesa - Connie Glynn


Título| A Guardiã da Princesa
Série| As Crónicas de Rosewood
Autor| Connie Glynn
Editor| Oficina do Livro
Páginas| 384

Andava com tanta vontade de ler este livro e não me desiludiu. Mas que coisa boa ❤ As edições estão maravilhosas (alguém consegue não se apaixonar por esta capa e pela lombada?), mas o que me fez querer ler foi o comentário na contracapa - "Uma história que mistura o mundo de Hogwarts com o fascínio das princesas Disney" - pois, para mim, foi mais do que isso. 

Aqui conhecemos a fofa da Lottie Pumpkin, uma miúda normal que ganhou uma bolsa de estudo para estudar num dos melhores colégios internos da elite. Ela é super sonhadora e bondosa, tentando sempre inspirar-se na sua princesa favorita, a Cinderela. Também conhecemos a Ellie Wolf, princesa do reino de Maradova, que deseja ter uma vida normal e convence os pais a deixarem-na frequentar a escola anonimamente (visto que ela nunca se apresentou ao público e ninguém sabe como ela é). Por obra do destino, ambas ficam no mesmo quarto e as pessoas pensam que Lottie é a princesa, por isso, decidem manter a mentira para assim proteger a Ellie.

Senti uma vibe dos filmes "Menina Mimada" e "A Princesa e a Aldeã" (versão Demi e Selena) e fiquei super feliz quando percebi que Rosewood lembra realmente Hogwarts. Existem casas (3 no caso), cada uma com uma cor, um mentor, um animal e uma caraterística base. Só me deu vontade de andar num colégio interno (daí as vibes de "Menina Mimada") e queria muito ser amiga delas.

O livro tem cenas cliché? Tem! Mas é tão mais do que isso. Se as teorias que eu tenho se confirmarem, talvez no próximo livro haja um romance LGBTQ, algo que não pensei que seria abordado. É muito bom que esses temas sejam incluídos normalmente em livros em que esse não seja diretamente o tema. Para além disso, reforça lições como a amizade, a liberdade de sermos quem queremos ser, a bondade, a gentileza, o girl power, etc


As personagens são tão maravilhosas que não tem como não gostar. Eu imagino a Lottie como a Dove Cameron e a Ellie como a Sofia Carson ❤ Acho que não poderíamos ter melhor atrizes para estes papéis, juro-vos! Se fizerem uma adaptação tem que ser com elas, se não nunca será perfeito. Elas vivem momentos hilariantes, que me arrancaram tantas gargalhadas que vocês nem imaginam. Ao mesmo tempo têm imensa profundidade e deixaram-me várias vezes coma  lagrimita no canto do olho. São personagens altamente bem construídas!

Editado: Entretanto já li o segundo livro e OMD! Concluisse que é mesmo uma história incrível e que precisam de ler. Decidi acrescentar aqui, porque eu não tenho jeito nenhum para escrever resenhas de continuações. Prefiro ler a série inteira e fazer um post com spoilers sobre a série inteira. Estou muito ansiosa pelo terceiro livro, que pelo que sei já saiu lá fora (ou pelo menos já teve a capa revelada). 

Quero maaaais ❤
               Facebook Instagram | Twitter | Skoob | Goodreads | Tumblr | 

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Já lá vão 7 anos!


Hoje o Fofocas Literárias está de parabéns e festeja o seu 7º aniversário (conseguem acreditar que já passou tanto tempo??). Como sempre, sou uma perdida e quase me esquecia deste dia, mas decidi escrever este post para não deixar passar este dia em branco.

Desde o ano passado que tenho tentado estar mais presente e levar isto mais a sério e tem corrido muito bem. Tanto o blog como o instagram têm crescido e tenho conseguido alcançar mais pessoas, para além das parcerias com autores e editoras que me deixam sempre muito feliz (cada vez que recebo um livro cá em casa é como se fosse Natal).

Nem sempre consigo escrever assiduamente porque o tempo não mo permite. Quando o blog me pagar contas eu nem peço duas vezes e aí assim poderão contar comigo por aqui todos os dias hahaha mas enquanto isso não acontece (talvez nunca aconteça) continuo cá por gosto e sempre que a vida mo possibilita.

Os livros são um hobbie e também uma paixão e quem corre por gosto não cansa, não é verdade? Agradeço imenso a quem me acompanha a estes anos todos e também àqueles que chegaram agora mas que encontraram um motivo para ficar. Obrigada pelo apoio e pelo feedback ❤

Embora tudo tenha sido feito em cima do joelho, não podia deixar de vos dar uma prendinha né? Por isso estou a fazer um sorteio lá no instagram (@FofocaLiteraria). É sempre importante que me sigam por lá, pois consigo sempre ser mais presente nas redes sociais do que propriamente no blog. 

Que venham mais 7 ❤
               Facebook Instagram | Twitter | Skoob | Goodreads | Tumblr |